Haverá um dia em que o amor vai reinar, soberano. Um dia em que antes de enxergar o invólucro de homem ou mulher, um cargo, função ou qualquer outro rótulo, se verá apenas um ser humano, e cada vez mais humano, em constante evolução. Um dia a preocupação excessiva com a forma, dará vazão à preparação cuidadosa do conteúdo. Um conteúdo transformador. Um dia, não se verá outra cor que não seja as que fazem brilhar seus olhos. Afinal só existe pré-conceito, quando se tem há alguém preso a um conceito que sequer lhe pertence, e que  talvez se tenha aprendido e repetido irrefletidamente.  Mas um dia, a verdade rasgará os rótulos e se mostrará, sem disfarces ou maquiagens, nua e pura como é.

Um dia as pessoas não esperarão os feriados para serem felizes nem os domingos para estar com a família, nem a morte para valorizar a vida. Um dia as segundas-feiras serão amadas, o trabalho não será um sacrifício, mas uma forma de cumprir a sua missão no mundo!  Ninguém disse que seria fácil, mas também pouco se tem ideia do quanto transformador pode ser!  Um dia a arte irá colorir  e transformar as escolas, trazendo para perto a  família para construir juntos uma educação para a paz. Um dia a criança será mestre! Não quando ela crescer, mas quando ela renascer dentro de cada coração! Um dia conseguiremos enxergar a beleza fora do padrão, a verdade fora da caixinha da lógica! Um dia a religião dará lugar à espiritualidade, ao Deus e a Deusa que brincam e dançam dentro de nós.

Conseguiremos transformar as dores em flores que brotarão, iluminando o caminho sagrado para a transformação. Um dia conseguiremos libertar todos os padrões que nos aprisionam na caixa da pandora, e então conheceremos o grande e ilimitado universo! E entenderemos que intuição é a voz do  universo, sábio e soberano, falando com a gente, dizendo “você já sabe a resposta, dá o passo que eu faço o resto!” Um dia descobriremos o nosso próprio caminho. E ele só se faz ao caminhar! No coração, está a ação. Na excelência, a essência.

VEJA A PARTE 2

Um dia… uma criança me disse – parte 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou! Então, compartilha, vai!